Empreender

Empreendedorismo em 3 fundamentos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Construção de networking forte, foco e possibilidade de validação de ideias são fundamentais na hora de empreender. Descubra como otimizar estas ações em sua jornada.

3 fundamentos para empreender

 

Empreender tem relação fundamental com iniciativa e criação. Manter uma empresa só pode ser possível por meio de muitas iniciativas somadas a um propósito, geralmente único. Mas um ponto central deste processo está no início de tudo, desde a identificação do problema, concepção da ideia e execução. É neste último ponto que muitos empreendedores se perdem.

Começar um novo negócio requer muitas habilidades. A primeira é como tirar aquela sua ideia do papel! Isso mesmo! Para muitos especialistas a execução é o principal problema, mas para outros especialistas dar o primeiro salto, sair da inércia é o grande e o mais importante passo, pois sem este não existirá nada, muito menos negócio.

Quantas pessoas vocês conhecem que desejam ter o próprio negócio a partir de uma oportunidade ou identificação de problema? Tenho certeza que muitas, pois de acordo com pesquisas realizadas pela revista Inc. 63% dos jovens do mundo entre 15 e 35 anos querem empreender, este número irá aumentar mais 25% até 2052, de acordo com o GEM (Global Entrepreneurship Monitor)

Este dado reafirma a importância do primeiro passo. Dos 63% apenas 20% conseguem tirar suas ideias do papel e executá-las em primeira instância, isso não quer dizer uma taxa de sucesso da empresa, mas apenas lançar/vender o seu produto ou serviço ainda em estágio inicial.

Mas por que tanta dificuldade? Algumas pesquisas sobre o tema apontam que o dinheiro tem um grande papel no processo de aversão ao risco, pois todo aspirante a empreendedor acha que precisa de muito dinheiro para começar um negócio. Além disso, empreender necessariamente requer sacrifícios, assim como qualquer profissão a diferença é que o maior tomador de risco do negócio inteiro é você. Dessa forma, naturalmente empreender é mais arriscado que trabalhar de carteira assinada para uma empresa. Logo, muitos preferem deixar o sonho de lado para seguir um carreira assalariada, esta é a interpretação senso comum dos fatos.

Contudo, um ponto importante deste aspecto é que todos possuem risco, a diferença é que o empregado repassa a responsabilidade para o empregador, mas se a empresa falir ou tiver que cortar custos, pode ter certeza, o primeiro corte será em gente, pois este recurso é caro e é variável de acordo com a produção da empresa. Neste cenário, ninguém está completamente seguro. O fato é que o empresário terá as rédeas na mão e o empregado não, uns preferem ser donos do próprio destino e outros não.

Outro fator é o networking e ambiente, muitos jovens tem grande poder de inovação e criatividade, mas por que efetivamente não conseguem empreender? Muitas vezes, porque o jovem esta inserido em um ambiente pouco empreendedor, não tem referencias inspiradoras deste universo, nem contato com exemplos de sucesso e fracasso do empreendedorismo. Dessa forma, o impulso criativo pode até existir, mas dificilmente este tipo de pessoa vê como alternativa empreender uma ideia.

O foco é um dos mais importantes pontos, pois se analisarmos muitos “criativos” eles vivem dizendo que têm ideias, que veem problemas e oportunidades em diversas frentes, mas poucos conseguem ter foco para ir adiante, não só tirando do papel como também executando. Focar é fundamental para obter determinação ao longo da jornada! Não pense que este é só um problema de empreendedores, não ter foco é um problema muitas vezes generalizado e participa de nossas vidas pessoais.

Por último e não menos importante, a validação da ideia, sabemos que problemas existem, mas será que aquela oportunidade de mercado que identifiquei realmente resolve uma necessidade ou um problema a ponto de virar negócio?

Este fator traz grande incerteza no investimento de tempo, dinheiro e energia por parte do empreendedor, principalmente quando falamos de startups. É possível perceber a importância deste elemento para o empreendedor, pois sem a validação não existe negócio, já que produto bom é aquele que resolve de fato uma necessidade. Contudo, apenas o tomador de risco pode buscar as respostas, por meio de pesquisas, conversas, testes com os usuários e clientes, ou seja, este elemento está nas mãos do empreendedor e na sola de sapato que ele irá gastar para obter as respostas.

Desses 4 pontos existem 3 cruciais para qualquer empreendedor: Construção de networking forte, foco e possibilidade de validação da ideia. O dinheiro é importante, mas ele não é fundamental, ele não é absolutamente imprescindível! Pense em quantos grandes empreendedores começaram praticamente do zero e criaram grandes fortunas. Silvio Santos, Abílio Diniz, Zica Assis, Luiza Trajano, Rodrigo Azevedo, Eloi Dávila e muitos outros que obtiveram sucesso e não foram mencionados, inúmeros inclusive que não aparecem em capas de revista.

Hoje, diferente de 10 anos atrás, existe um ecossistema que apoia muito mais o empreendedorismo! Temos eventos, organizações de fomento e até possibilidade de investimento de capital semente e para rounds de investimentos futuros. Note que o ecossistema é ainda ineficiente mas já mudou muito e continua evoluindo, principalmente no Brasil. Se você tem uma ideia de negócio e quer empreender se jogue agora!

Alguns elementos influenciam de forma consistente para o sucesso de alguns empreendedores sem muitos recursos iniciais. O primeiro é que eles não tem muito a perder, já não tem bens materiais e possibilidades únicas de carreiras sólidas, pois em muitos casos faltou a base de ensino necessária, porém pre- requisito para determinada profissão. Neste cenário, a aversão ao risco diminui, não têm vergonha de vender e trabalhar ainda jovem em atividades que não são propriamente tão charmosas e consideradas operacionais pela classe média e alta no Brasil. Segundo, porque o “não”para eles é algo natural, afinal nasceram levando “nãos”da vida, naturalmente por condições sociais impostas.

Além disso, muitos deles são empreendedores por necessidade e conseguem desenvolver as habilidades de ver as oportunidades ao longo do caminho. O Fato de necessitar faz com que eles sintam as oportunidades como únicas e agarrem-nas com toda força e determinação. Entendam com mais clareza o que eu digo com esta palestrado empresário Eloi Dávila.

Veja bem, não estou dizendo que todas as pessoas sem recursos tem condições iguais para empreender, ao contrário, o que irá fazer uns terem este estalo para dar o próximo passo será um conjunto de fatores, mas estes mencionados são apenas alguns pontos que contribuem para o grande salto. Este fenômeno é de fato curioso, pois em pesquisa realizada em grandes universidades do Brasil consideradas das classes A e B o % de pessoas que querem empreender é baixíssimo, em algumas chega perto de 0%.

Embora este % tenha evoluído muito, cada vez mais vemos jovens de diversas camadas sociais querendo empreender, porém precisamos entender que ainda existe um longo caminho de fomento e criação de novas possibilidades. Muitos jovens não tem contato com o assunto, muitas vezes nem enxergam o empreendedorismo como possibilidade de construção de carreira e profissão.

Quero deixar claro que o empreendedorismo é apenas uma alternativa de carreira e crescimento econômico no país. Venho percebendo que este assunto esta sendo tratado de forma exaustiva e hoje existe praticamente uma demonização daqueles que querem trabalhar em uma empresa. O empreendedorismo é sim uma forma de sustentar o crescimento econômico de uma nação, mas não é a única.

Imaginem um mundo onde todos quisessem empreender, teríamos um grande problema, por que o sonho do empreendedor é executado por aqueles que acreditam no sonho dele. Não existe empresário sozinho, embora o número de pessoas que querem empreender esteja crescendo dia a após dia.

O ponto aqui é como este tema vem sendo tratado e discutido, pois em uma sociedade devemos ter diversos papéis e sentidos próprios que norteiem a nossa vida. O mais importante sempre é fazer o que está de fato alinhado com o que acredita, sua integridade e sonhos pessoais, assim será o empreendedor da sua própria vida, este é o maior significado de empreendedorismo que uma pessoa pode atingir.

Escreva um comentário

Bitnami